Turismo

TRUJILLO

Video Comment

Trujillo

Visigodos, romanos, mulçumanos, cristãos: a história de Trujillo tem muitas misturas de povos, gerações e culturas. Mas o seu desenvolvimento, e claro a sua importância para a coroa espanhola, teve início em 1232, com a retomada definitiva do município pelo povo cristão.

A partir daí, Trujillo cresceu em população, economicamente e politicamente, tornando-se estratégica na área. No entanto, a cidade é famosa por ser o berço de grandes conquistadores espanhóis: Francisco Pizarro, Francisco de Orellana, Alonso de Hinojosa, Diego Garcia de Paredes, Gaspar de Carvajal, Francisco e Gonzalo de las Casas, juntamente com outros nomes como Chaves, Monroy Altamirano ou Calderon. Todos eles, em algum momento, estão ligados aos episódios mais notáveis e decisivos do descobrimento e conquista da América. Assim que, a riqueza que chegou a Trujillo, devido à colonização, foi sentida em sua urbanização, pois financiou a construção de grandes palácios e mansões e permitiu a construção de capelas e hospitais. Graças a esta herança, hoje a cidade tem muitos monumentos para ver, fornecendo para todas as pessoas que querem conhecer um pouco do passado da Espanha, estórias incríveis e lugares encantadores.

A uma distância de 35 minutos de carro de Cáceres, Trujillo está localizado na província autónoma da Extremadura e tem um belo centro histórico, um castelo mouro, museus, palácios e igrejas para visitar.

Deixamos abaixo 5 razões para conhecer Trujillo e seus arredores:

1-Plaza Mayor: A Plaza Mayor é, sem dúvida, o centro de tudo. Repleta de palácios e de forma assimétrica (não é quadrada como normalmente são as plazas mayores), o destaque fica por conta da igreja de San Martin e sob ela o monumento a Francisco Pizarro, o filho mais ilustre do povoado. No alto da torre da igreja é possível saber as horas e a partir dali fazer um recorrido por todos os palácios ao redor: Palácio dos Duques de San Carlos, de frente para a Puerta Limas; Palácio do Marquês de Piedras Albas, Palácio del Marqués de la Conquista (construído por Hernando Pizarro, irmão de Francisco), Palácio Chaves-Orellana (chamada Casa de las Cadenas). Além disso, na praça há muitos restaurantes e bares, que se enchem de terrazzas no verão. Há também muitas lojas com produtos típicos e gourmets, com o melhor da comida dessa região espanhola.

2-As ruas estreitas de pedras: o centro histórico surpreende aqueles que estão dispostos a andar e buscar cantos encantadores. Há sempre coisas para ver: uma antiga piscina mulçumana, cisternas árabes, a igreja de Santa Maria la Mayor (construída sobre uma mesquita árabe), casas de pedra que escondem jardins. Mas também é possível tomar o trem turístico de Trujillo, que faz um trajeto por todos os monumentos, a partir da Plaza Mayor, junto ao Palácio da Conquista. Um passeio que se torna muito recomendável especialmente para quem está com crianças.

3- A torre Alfiler, Museu de Coria e Casa Museo de Pizarro: a Torre Alfiler é uma fortaleza militar situada na N. de la Plaza, pois em suas origens medievais foi construída como uma torre defensiva, fazendo parte da muralha da alcazaba. Hoje, oferece aos visitantes um Centro de Interpretação da História de Trujillo, onde é possível conhecer um pouco mais as origens do povoado. O Museu de Coria foi um antigo convento franciscano e agora apresenta as conexões que tiveram a cidade e a descoberta e colonização da América. E a Casa Museo de Pizarro, é claro, nos encanta com a história de vida e realizações do personagem mais famoso da cidade.

4- Castelo de Trujillo: O Castelo de Trujillo está localizado no ponto mais alto da cidade e tem uma bela vista desde lá encima. É possível olhar longe, em todas as direções, e descobrir a beleza da paisagem da Extremadura, bem como o conjunto de casas antigas que estão abaixo. O castelo é de origem árabe e foi construído em alvenaria e argamassa, sobre uma antiga fortaleza mulçumana no século XIII. O recinto amuralhado é de forma retangular, com torres e muralhas com ameias, e assentado na colina chamada Cabezo de Zoro. Uma vez dentro das muralhas é possível subir a uma das torres e encontrar uma capela dedicada à imagem de Nossa Senhora da Vitória, padroeira do município. O engraçado é que a imagem está de costas para quem está lá. Mas logo na entrada do castelo, do lado de fora, pode-se ver, através de um vidro, a santa de frente…

5- Parque Nacional de Monfragüe: perto da cidade, ao norte, está o Parque Nacional de Monfragüe, um dos 15 parques nacionais que existem na Espanha e o principal da região da Extremadura. Com 17.852 hectares de floresta mediterrânea e cerrado, ele é atravessado por dois rios: o Tejo e Tiétar. Pastagens e represas fazem parte do conjunto e a área é muito procurada para caminhadas e trilhas. O parque possui também uma vegetação muito rica, um castelo e é muito importante para a observação de aves.

Não perca o gaspacho de cereja e a sopa de alho branco _ e, claro, o jamón de bellota, criado nos prados perto do povoado. A área também oferece vinhos de qualidade, de diferentes vinícolas, especialmente aqueles provenientes da Bodegas Habla.

Para mais informações: https://www.turismotrujillo.es/

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies